Como aprender a costurar mais e melhor

Hoje eu vou falar um pouco de aprendizagem e da minha experiência como professora e aluna.

 

Quando estamos em uma palestra, ou em uma sala de aula, há um estudo que mostra que o palestrante retém 90% do conteúdo, pois ele está revendo e repensando todos os tópicos. Quem está assistindo presencialmente retém apenas 5%.

 Veja essa pirâmide da aprendizagem feita pelo professor Edgar Dale. O estudo ficou conhecido como “O cone da aprendizagem”.
Quando comecei a estudar a modelagem plana, eu não enxergava o molde como roupa em 3 dimensões. Por isso, nas minhas aulas, sempre tento relembrar como era ser aluna, para poder identificar quais eram as minhas maiores dificuldades e, a partir disso, tentar ser o mais didática possível para que o aluno sempre possa absorver o conteúdo e resolver a questão.
 Como pode ver, na pirâmide de aprendizagem, quando você pratica o que está aprendendo, a taxa de retenção da informação após duas semanas, segundo o estudo, é de 75%. E, de fato, as minhas alunas que praticam os moldes, fazem a tela, a roupa e unem modelagem e costura, conseguem visualizar e interpretar modelos mais facilmente.

 Meu conselho a você é : se você tiver 2 horas disponíveis, ao invés de assistir 10 tutoriais sobre costura e modelagem no YouTube, escolha apenas dois. Veja, reveja e pratique dentro da sua disponibilidade. Dessa forma, você absorverá muito mais a informação e assim, poderá passar para novos assuntos, tirando um maior e melhor proveito do seu tempo.

 Procure ter, no seu cantinho de costura, o algodão cru ou um outro tecido mais barato, além dos materiais de costura, para que possa sempre ter como praticar, fazer, riscar, desmanchar, errar, acertar e aprender mais!

 Lembre – se que não existem atalhos para uma aprendizagem com qualidade. Opte por um caminho longo e curta esse caminho com consistência e dedicação, criando os seus projetos e aprendendo ainda mais com eles.
Um abraço!
Lara