A confecção do meu vestido de casamento!!!

4.6/5 - (7 votes)

Olá! Tudo bem?

Estou um pouco sumida, pois eu me casei no dia 24 de março e estava muito atarefada com a preparação do casamento, da casa nova e ainda estou gravando um novo curso que em breve divulgarei por aqui e pelas redes sociais!

Eu fiz o meu vestido de noiva e estou apaixonada por ele! Ficou do jeito que eu queria. Não fiz vídeo, pois estava com o tempo muito apertado e foi uma tarefa trabalhosa. Tirei várias fotos em um dos dias de confecção e prova (as que estão piores…rsrsrsrs) . Em outro dia que iria costurar o vestido, o fotógrafo do casamento, Thiago Mamede, adorou a ideia de me fotografar no ateliê. Agradeço imensamente pelos registros! Ficaram ótimos!

Em outubro do ano passado fiz a moulage do vestido e planifiquei o molde:

Eu fiz apenas a parte de cima, pois o modelo era com saias godês.

Em dezembro, selecionei alguns dias para confeccionar o vestido! Agradeço muito minha amiga Maria Rita por me ajudar nessa tarefa. Só quem costura sabe quanto é difícil fazer provas na gente mesmo, ajustar no nosso próprio corpo, marcar a barra usando a roupa, ainda mais com todas as minhas 12 saias godês de círculo completo! Muito obrigada por me ajudar no processo! Nós duas juntas cortamos as saias de 1,80 m de cauda em pouco mais de uma hora. Foi um sucesso!

O tule tinha 3m de largura, então, foi ótimo para cortar os godês com apenas uma costura no meio costas.

Para deixar o processo mais rápido, comprei a renda já bordada.

Queria o forro rosê, pois o casamento foi no final da tarde e eu gostaria de destacar a renda que era tão bonita! Comprei um lindo tafetá para cortar o molde.

Em cima do tafetá, pus uma camada do tule da saia, para dar uniformidade na cor:

O forro de dentro, voltado para o corpo, foi um cetim branco. Fiz a alcinha do vestido com esse tecido.

Eu fiz o bojo com manta bojo no mesmo molde da moulage, sob medida. Estruturei toda a parte do corpinho com a entretela cavalinho.

E quando a parte de cima foi costurada, comecei a aplicar a renda.

Depois de montar toda a renda, cortando, eliminando as pences no recortes e alfinetando por cima, tirei o corpinho do manequim para começar a costurá-la com pontos invisíveis à mão. Assim, ela pareceu ser inteira, sem nenhum recorte ou pence aparente.

Com o corte, várias pedrinhas do bordado caíram ou tiveram que ser retiradas por causa da costura e, no final do processo, rebordei algumas.

Depois, foi a vez de juntar 9 saias de tule branco que iriam por cima da saia de tafetá. No forro, coloquei uma saia de cetim e, entre elas, uma saia de tule para o tafetá não “murchar”.

Cortei o véu apenas de tule, usando o mesmo da saia. O véu tinha 3 metros de largura, que eu fiz o franzido para colocar no cabelo e 4 metros de comprimento. No corte, eu o deixei mais arredondado na “barra” para o acabamento.

Fiz “trocentos” botões para colocar atrás (rsrsrs) , mas também coloquei o zíper normal com uma aba. Fiquei com medo de colocar o zíper invisível por causa da renda bordada, pois ele poderia agarrar.

Comprei as casinhas de elástico a metro e as costurei com o zíper.

1o dia de prova:

Últimas provas:

Além da ajuda da querida Rita, minha mãe também acompanhou a prova.

Últimos ajustes e arremates:

O grande dia!!!

Sempre tentando dar um último ajuste, tirar uma linha, pregar uma pedrinha… rsrsrsrs. Coisas de noiva ansiosa!

A aquarela abaixo foi feita por mim para o convite e a papelaria do casamento. O design, a conjugação das flores do desenho e toda a arte foram feitos pela minha querida amiga, muito talentosa, Celene Godói.

Voltando um pouco na aquarela…

Arrumei em casa para me sentir mais confortável, ao lado dos meus pais e irmã. Agradeço muito aos profissionais queridos e amigos que me atenderam e me fizeram sentir linda nesse dia!

O momento mais esperado!

Eu amei esse dia! Foi tudo mais perfeito do que eu poderia imaginar!

Espero que tenham gostado do post, foi feito com muito carinho sobre o dia mais especial da minha vida. Tomei o cuidado de tirar as fotos e anotar os passos para vocês!

Grande abraço,

Lara

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *