Cós reto e cós anatômico

Avalie nossa página

Cós reto e cós anatômico

 Olá! Nesse post, vou falar sobre as diferenças do cós reto e do anatômico.


– O cós reto deve ser usado quando a saia ou calça estiverem com a “cintura no lugar”, ou seja, exatamente na cintura.

– O cós anatômico deve ser usado quando a peça for de cintura baixa, quando você tiver rebaixado a cintura no molde. Ele é um cós mais fino em cima que abre em direção ao quadril.

– O cós reto pode ser inteiriço para o direito e o avesso, você pode dobrar o molde no meio. Nesse caso, só precisará cortar o tecido 1x para lado direito e avesso.

– Não é possível fazer a mesma coisa no anatômico, já que ele é levemente curvado. Assim, é preciso cortar o tecido 2x, uma para o direito e outra para o avesso (cada parte do molde).

– O cós reto pode ou não ter costuras laterais. Fica a seu critério. Eu, pessoalmente, gosto de ter as costuras laterais para possíveis ajustes.

– Para que o cós anatômico saia com o fio perpendicular ao meio frente e meio costas, é preciso fazer costuras laterais.

– Como o cós reto é na cintura certa, indico que seja fino, de 2 a 4 cm

– O cós anatômico pode ter o tamanho desejado.

– É importante entretelar o cós. A entretela deve colocada na parte que está do lado direito da roupa. Se o tecido for muito fino ou por outro motivo (como o sentido de uma estampa ou da elasticidade) precisar ter sido cortado com o meio paralelo ao fio, entretele os dois lados do cós.

Espero que tenha gostado e entendido mais sobre as diferenças desses tipos de cós.

Para mais conteúdo, visite meu instagram @LaraRogedo. Clique aqui

Quer começar a costurar? Veja aqui 5 dicas para costurar e enfrentar o seus medos nessa área. 

Grande abraço,

Lara Rogedo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *